Fotógrafa lança livro sobre os bastidores da vida cultural carioca

Obra de Cristina Granato reúne mais de 700 retratos de artistas e personalidades

 

Rio – Neste quinta-feira, às 19h, no Salão Nobre do Parque Lage, Jardim Botânico, a fotógrafa Cristina Granato lança ‘Carioca: Registros da Cultura Carioca (1984-2018)’, que reúne 700 retratos realizados na cidade, com mais de 1.100 personalidades.

Presente na cena cultural e bastidores do meio artístico da cidade, a fotógrafa registrou em mais de 35 anos de carreira aproximadamente 1 milhão de fotografias, e parte desse acervo chega ao público através da obra, que conta ainda com depoimentos de Fernanda Montenegro, Adriana Calcanhoto, Glória Pires, Christiane Torloni, entre outros.

Em cinco dos retratos de ‘Carioca’, Fernanda Montenegro fala sobre sua relação de longa data com Cristina.

“Cristina Granato nos acompanha com sua máquina de trabalho e arte faz muitos anos. Ela está por dentro de todos os acontecimentos desta cidade sempre com sua qualidade de ser humano, com as fotos sempre clicadas com objetividade, sofisticação e criatividade”, diz a veterana atriz, que acrescentou em um dos depoimentos no livro: “Sabe mais do meu rosto, da minha postura, do que eu mesma. Tem no seu arquivo todos os anos passando pela minha face”.

INSPIRAÇÃO

O material da fotógrafa abrange acontecimentos da literatura, teatro, música, artes plásticas, dança, cinema, televisão e de personalidades que passaram pela cidade desde a década de 1980. “Desta vez, abri o acervo todo e não quis fazer só de MPB. Quando fiz o livro de MPB, fui pesquisar qual era o lugar que eu mais tinha ido, e deu o Canecão. Só que eles não toparam, e a Heloísa Buarque propôs de abrir mais o leque e ser ‘um olhar na Música Popular Brasileira’, em vez de botar só o Canecão”, conta.

“Depois do primeiro livro, outras pessoas com que eu sempre trabalhei ficaram chateadas por não estarem lá. Eu falava: ‘espera que vai vir!’. Então, esse é um arquivo misturado, um pouco das pessoas que passaram por mim. E nem posso dizer que é tudo, eu fico tensa de não ter conseguido homenagear todo mundo. São tantas pessoas queridas que já estou prometendo um terceiro livro”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *